1. Parque Nacional Marinho 

O Arquipélago dos Abrolhos localiza-se no Oceano Atlântico, no sul do litoral da BahiaBrasil. É constituído por cinco ilhasIlha de Santa Bárbara (sob controle da Marinha do Brasil, onde está o farol e também a única habitada), Ilha Siriba, Ilha Redonda, Ilha Sueste e Ilha Guarita. Quatro são áreas onde o desembarque nestas ilhas é proibido. Somente a Ilha Siriba é aberta à visitação e de forma totalmente programada e monitorada. O arquipélago foi a primeira área do Brasil que recebeu o título de “Parque Nacional Marinho”. A região é conhecida por abrigar a maior biodiversidade marinha de todo o Oceano Atlântico Sul.

Abrolhos é considerada uma atração 5 estrelas para visitação e mergulho por possuir águas transparentes de um verde azulado, das quais são visíveis recifes e corais, e permitem ver ainda do barco, cardumes, tartarugas marinhas e outras espécies. O cenário já paradisíaco fica ainda mais belo sob as águas, em mergulhos nos quais uma vasta diversidade marinha se apresenta aos olhos, pois possui inúmeras espécies de peixesmoluscos, corais, esponjastartarugas marinhas e vegetação que apresenta plantas suculentasgramíneaarbustos e cactos. O Parque é aberto todos os dias, mas com visitação controlada.

2. Mergulho

Diversas embarcações oferecem passeio de um dia ou mais à unidade. Agências de turismo fornecem máscara, snorkel e nadadeiras para mergulho. Também é possível contratar um curso rápido de mergulho autônomo, com batismo, no local. Certifique-se de que a agência oferece um instrutor por pessoa nos mergulhos e que as embarcações se encontram em bom estado de conservação. O passeio diário “bate e volta”, valores por pessoa com café da manhã, almoço, lanches e frutas (mais equipe para mergulho livre, e também com possibilidade de batismo autônomo. 

A partir de julho inicia-se a temporada das baleias-jubarte que vai até novembro. Nos últimos anos, um número pequeno de baleia-franca-austral começou a recolonizar para a área, tendo lá com filhotes. Para se hospedar, o ideal é ficar entre as cidades de Caravelas, Alcobaça, Nova Viçosa e Prado que ficam na zona costeira baiana de onde geralmente se sai para ir até o Parque Nacional Marinho dos Abrolhos. A melhor opção é ficar na cidade mais próxima de Abrolhos, Caravelas, que fica a uma distância média de 950 km de Salvador.

3. Baleias Jubarte

A partir de julho, inicia-se a temporada das baleias Jubarte, sendo uma das principais atrações para se fazer de barco. Abrolhos é a principal área de concentração das baleias Jubarte no Brasil, que fazem dessa região seu refúgio de reprodução e amamentação da espécie.

Por conta da mudança climática, nos últimos dois anos de agosto ao começo de outubro estão as maiores vindas das baleias para cá, ou seja, tardaram sua chegada e encurtaram seu período.

Essa espécie chega a medir 18 metros de comprimento e a pesar 40 toneladas. Ela também é chamada de corcunda ou cantora, e é uma das doze espécies de grandes baleias existentes no mundo.

 

Muito conhecida por seu temperamento dócil e pelas acrobacias que realiza, saltando e exibindo a cauda, elas também são famosas pelo desenvolvido sistema de vocalização: o seu canto melancólico, de construção musical sofisticada, é repetido pelo macho. Sabe-se que uma das funções desse canto é atrair a fêmea para o acasalamento.

Alguns atentos e cuidados para sua viagem: O passeio é recomendado para pessoas que gostam de mergulhar, e possuam a ideia da longevidade da cidade de Caravelas até o Arquipélago, que são três horas de ida no catamarã, mais 3 horas de permanência para os que mergulham e mais três horas de volta.

• O sol forte da Bahia exige chapéu e uso de protetor solar o tempo todo.

• Uma sandália confortável para caminhar– ou tênis são necessários para a trilha na ilha Siriba.

• A melhor época para mergulhos vai de dezembro a fevereiro, quando o mar está mais transparente. De julho a novembro é a temporada das baleias Jubarte.