Possivelmente a cidade mais visitada do Sudeste Asiático, não há qualquer problema para um turista encontrar o que fazer em Bangkok, pois atrações não faltam à capital da Tailândia. Enorme, cosmopolita, multicultural, Bangkok, com todo seu caos, impregna a todos que ali pisam. É impossível visitá-la sem deixar o ar da cidade te contagiar. Bangkok apresenta tudo aquilo que sonhamos sobre a Ásia, desde suas originalidades aos seus clichês.

A Khaosan Road

O que fazer em Bangkok

A rua mais famosa da cidade é para onde todos os turistas vão. Foi cenário de Se beber, não case 2, e assim como o filme, a rua é caótica, com centenas de barraquinhas vendendo tudo o que um turista imaginar, desde roupas com estampas exóticas a quitutes de gosto duvidoso. Não é nada difícil ver vendedores ambulantes carregando bandejas de escorpiões e baratas fritas. Muitos poucos se aventuram!

O que fazer em BangkokO que fazer em BangkokO que fazer em Bangkok

A rua é bem poluída visualmente, coberta de letreiros neon que “cegam” durante a noite. Vale a pena uma visita para conhecer a Bangkok dos filmes, bem turística e totalmente diferente da área mais local da cidade.

Wat Pho e o gigante Buda Reclinado

O que fazer em Bangkok

Todo adolescente do início dos anos 90 que se amarrava em jogar fliperama pelos bares da vida vai se lembrar de um dos cenários de Street Fighter II onde aparece um Buda gigante reclinado ao fundo. Esse Buda é muito comum nos países budistas e representa o momento em que Sidarta Gautama (ou Buda) chega ao nirvana e morre.

Um dos maiores Budas Reclianados da Tailândia fica no complexo religioso de Wat Pho, um dos maiores e mais antigos templos de Bangkok, e que possui a maior coleção de estátuas de Budas do país.

O que fazer em Bangkok

O Buda Reclinado é a maior atração de Wat Pho, mesmo não sendo a mais importante para os budistas que visitam o local. A estátua é gigantesca e possui um templo só para ela. Com 15 metros de altura e 46 metros de largura, o Buda reclinado é incrível! Todo dourado, ele se encontra numa posição pacífica ao chegar ao fim de sua missão na Terra.

Além do templo do Buda Reclinado, o local, que fica dentro de uma muralha, possui um templo central, o Phra Ubosot, o mais importante do complexo, que em seu exterior são encontradas as 400 estátuas de Buda trazidas pelo rei Rama I para o local.

O que fazer em BangkokO que fazer em Bangkok

Visitar o Wat Pho é ponto obrigatório no roteiro de qualquer um na hora de escolher o que fazer em Bangkok.

Wat Phra Kaew – o templo do Grande Palácio de Bangkok

O que fazer em Bangkok

O Wat Phra Kaew é o templo budista mais sagrado da Tailândia, pois abriga o Buda de Esmeralda (Emerald Buddha), a estátua tida como protetora-mór da sociedade tailandesa. Encontra-se no templo principal do complexo do Palácio Real e é proibido fotografar seu interior.

Reza a lenda que o Buda de Esmeralda foi feito na Índia ou Sri Lanka e segundo uma profecia, ele traria prosperidade a cada país que passasse.

O que fazer em BangkokO que fazer em BangkokO que fazer em Bangkok

O Wat Phra Kaew é tão importante para a Tailândia que se encontra dentro dos limites do Grande Palácio de Bangkok, local onde morou a família real e a nobreza tailandesa até 1925. Dentro de seus muros, os mais exuberantes templos e estupas, sempre revestidos em dourado, podem ser vistos, tornando impossível a tarefa de manter a boca fechada, tamanha a riqueza de detalhes e beleza.

O que fazer em Bangkok

O Wat Phra Kaew é enorme e demanda tempo e paciência, pela enorme quantidade de turistas em um único espaço e pelo calor de Bangkok. Além do mais, você não vai querer visitar rápido ou despreparado, pois é uma das atrações mais caras do país.

O Grande Palácio Real

O que fazer em Bangkok

O Grande Palácio de Bangkok é hoje o local de importantes eventos da monarquia tailandesa, mas já foi lar, de fato, da família real e nobres do século XVIII até 1925. Atualmente, o rei vive no Chitralada Palace, mas o Palácio de Bangkok continua sendo uma das maiores atrações turísticas da Tailândia.

O que fazer em Bangkok

Não é possível visitar seu interior, somente seu pátio, que já é bastante exuberante. Do lado de fora, guardas vestidos a caráter são importunados por milhares de turistas que querem tirar fotos ao lado deles. É possível entrar de graça nos jardins do palácio no feriado do aniversário do rei, no dia 5 de dezembro (a data muda quando um novo rei é coroado).

O Museu de Sião

O que fazer em Bangkok

O Siam Museum, ou Museu do Sião (antigo nome dado à região que hoje forma o Reino da Tailândia), é um dos maiores museus do país e faz um panorama total da sociedade tailandesa, desde suas origens até os dias atuais, passando por questões culturais e até linguísticas. É bem interativo, sendo bom para crianças e adultos.

O que fazer em Bangkok
Vestida como no Sião do século XIX

Para quem curte história e não consegue ficar sem um bom museu, o Museu do Sião é obrigatório para entender a historia da Tailândia e de parte do Sudeste Asiático.

Wat Arun, o Templo do Amanhecer

O que fazer em Bangkok
O Wat Arun cheio de andaimes… 🙁

Junto ao Wat Pho e ao Wat Phra Kaew, o Wat Arun – o Templo do Amanhecer – forma o conjunto dos mais importantes templos de Bangkok.

No nosso caso, infelizmente saíamos de Bangkok sem poder visitá-lo pois estava fechado para reformas. Uma pena.

O Wat Arun se encontra do lado oposto do rio Chau Phraya e já foi casa do Buda de Esmeralda, antes desse ser transferido para o outro lado do rio. É um dos edifícios mais conhecidos da Tailândia.

O Rio Chao Phraya

O que fazer em Bangkok

Chao Phraya é o rio mais famoso de Bangkok e que margeia a área mais turística da cidade. Por ele é possível chegar a vários pontos famosos da cidade através de watertaxis ou barcos particulares. O passeio por ele é muito agradável e vale a pena navegar durante o dia e a noite.

Onde ficar hospedado em Bangkok

O que fazer em Bangkok

A maior parte dos turistas que chega a Bangkok, sem fazer muitas considerações, escolhe ficar hospedado na região da Khaosan Road. Mas se pudermos dar um conselho, este seria: não cometa o mesmo erro.

Ficar hospedado na Khaosan Road tem suas vantagens, mas vai fazer com que você se isole em um microcosmos onde a quantidade de turistas supera a população local. E não é isso que a gente busca quando quer conhecer de fato uma cidade.

Durante nossa segunda passagem por Bangkok ficamos hospedados no CheQinn Bangkok Chic Hostel, um hostel bem estiloso numa das áreas mais frequentadas da cidade, a um minuto a pé da estação Nana, do BTS Skytrain. De lá tínhamos acesso a todo o restante da cidade por transporte público, uma enorme vantagem se comparada ao isolamento da Khaosan Road.

O albergue é fica escondido numa das várias ruas sem saída que dão acesso a rua mais badalada de Nana, cheia de restaurantes de todos os tipos. Ficar ali é sossegado, mas ao mesmo tempo o hóspede está no meio de tudo. Possui quartos bem decorados e coloridos, ambientes espaçosos e uma equipe amigável.

 

FONTE: Vida Cigana