As peixarias estão para Manaus assim como as churrascarias para Porto Alegre.

Em nenhum local do Brasil come-se tanto pescado (fresco, diga-se de passagem) quanto no Amazonas.

Frito, grelhado, assado, cozido, em tapioca, sanduiche, com arroz, com farofa e banana. A variedade de espécies e de modo de preparo é extensa. Você pode escolher, ainda, entre pratos simples e “gourmetizados”.

É verdade que, se não todos, a maioria dos restaurantes em Manaus oferece pratos com peixe. Acontece que são muitos estabelecimentos, então, para facilitar a escolha, é interessante poder agregar outros atrativos também.

Ao redor do Teatro Amazonas, por exemplo, importante ponto turístico da cidade, encontram-se o Restaurante Caxiri e a Peixaria Tambaqui de Banda.

– Caxiri

Por definição, caxiri é o nome dado a uma bebida fermentada à base de mandioca, meio como uma cerveja indígena, consumida em ocasiões especiais.

O restaurante fica em um casarão centenário, à Rua 10 de Julho, 495, Centro, bem ao lado do Teatro Amazonas, que fornece uma vista charmosa e uma refeição inesquecível, caso consiga uma reserva de mesa próxima à janela.

A Chef Débora Shornik, que também é responsável pela casa de mesmo nome em São Paulo e pelo curioso restaurante flutuante Flor do Luar, no município de Novo Airão, comanda o menu regional com toques gourmet, favorecendo um sabor amazonense delicado.

Imagine-se comendo uma carnuda costela de tambaqui na churrasqueira com mil-folhas de banana, aioli de tucumã e farofa de castanhas com especiarias enquanto admira a história viva do Brasil do outro lado da janela.

Vista do restaurante Caxiri. Em frente, o Teatro Amazonas. Foto: tripadvisor
Foto: Eliria Buso, site qualviagem.com.br

– Peixaria Tambaqui de Banda

Igualmente de frente ao Teatro Amazonas, mas no piso térreo, encontra-se a peixaria.

Come-se tudo com tambaqui, escabeche, moqueca, caldeirada, assado na brasa ou frito; e outras variedades, como pirarucu, pacu e jaraqui.

Endereço: Av. Tancredo Neves, 9 – Parque 10 de Novembro, Manaus.

– Restaurante Morada do Peixe

Localizado no Bairro Redenção, seu diferencial é, além dos peixes amazônicos, pratos com tartaruga de criadouro, necessitando apenas de uma reserva prévia.

Pode-se ver alguns peixes e as tartarugas nadando no aquário que rodeia parte do restaurante.

Peixe na brasa. Foto: central das lareiras

– Tacacá da Gisela

Para uma refeição rápida e saborosa, sem deixar de experimentar os sabores locais, o outro vizinho do Teatro Amazonas, o Tacacá da Gisela, proporciona essa experiência e sacia o desejo por uma refeição que abraça e aquece o estômago.

Funciona diariamente das 16h às 22h, à Rua José Clemente, s/n.

Foto: tripadvisor
Foto: lraber.info

– Banzeiro e Moquem do Banzeiro

Nas mãos do Chef Felipe, os sabores amazônicos são elevados ao grau máximo,  adicionando a isso uma cozinha de descobrimento, ainda mais quando serve ao comensal “excentricidades”, como a formiga saúva sobre espuma de mandioquinha.

De sobremesa, encontram-se releituras de clássicos, como rabanada de macaxeira, petit gateau de cupuaçu epé de moleque de banana com calda de cumaru.

O Banzeiro é a casa original do Chef, abrindo mais recentemente o Moquem do Banzeiro. Seja lá qual escolha, a certeza é de uma refeição elaborada e cheia de capricho.

Banzeiro: R. Libertador, 102 – Nossa Sra. das Gracas, Manaus.

Moquem do Banzeiro: Av. Jorn. Umberto Calderaro Filho, 455 – Adrianópolis,.

Foto: Eliria Buso, qualviagem.com.br
Foto: tripadvisor

– Amazônico Peixaria Regional

O Amazônico é outra peixaria regional que serve diversos peixes frescos. 

Av. Darcy Vargas, 226 – Parque Dez de Novembro, Manaus.

– Shin Suzuran

Que melhor sushi senão aquele feito com peixe fresco?

Pode-se experimentar sabores tradicionais de peixes oceânicos, assim como sashimi e sushi de peixes amazônicos, para os curiosos.

Rua Rio Itannana, 100, Vieiralves.