El Chaltén é uma pequena vila dentro do Parque Nacional Los Glaciares, rodeada por uma inigualável beleza natural, a somente 220 km da cidade de El Calafate, sendo considerada a capital nacional do trekking. Conheça as verdadeiras maravilhas que a natureza patagônica deste lugar brinda a quem visita esta joia, que está localizada no coração da Patagônia argentina.

Laguna de los Tres e Cerro Fitz Roy

Um dos mais emblemáticos de El Chaltén, o trekking até a Laguna de los Tres permite ao visitante a possibilidade de ficar em frente ao espetacular e divino Cerro Fitz Roy. O esforço que a trilha exige, é mais do que recompensado quando se chega em frente a lagoa e se pode contemplar e admirar o Fitz Roy e a lagoa de pertinho, a beleza é tão grande que mais parecem de mentira.

A famosa lagoa de cor turquesa, juntamente com a gigantesca parede de pedra, conhecidas por todo o mundo, impressionam. No verão, a lagoa brilha com o sol que nela reflete durante o dia, dando ainda mais vida ao seu turquesa de brilhar os olhos. Já no inverno, a lagoa se congela pela neve característica da estação. Ela está rodeada pelos três cerros que a cercam, o Poincenot, o Torre, e claro, o Fitz Roy.

O Fitz Roy, com seus 3405 metros de altitude, é a montanha andina mais alta do sul do continente e da região dos Gelos Continentais Patagônicos, e se encontra entre dois parques nacionais, o Parque Nacional Bernardo O’Higgins do lado chileno, e o Parque Nacional Los Glaciares do lado argentino. Uma vez estando em frente a ele, o impacto é imediato, sua beleza causa espanto, nos fazendo lembrar o poder da natureza e sendo capaz de nos deixar horas ali, de frente para ele, admirando-o e se conectando com a natureza pura e de clima intenso que o cerca, uma experiência imensurável.

Glaciar Huemul

Este pequeno glaciar é o mais acessível da zona, ao qual se acede em menos de uma hora desde a Punta Sul do Lago del Desierto. É a caminhada mais buscada pelos que chegam ao lago e dispõem de pouco tempo, já que conta com visuais extraordinários desde a cara norte do cerro Chaltén e do vale do Rio de las Vueltas.

Com um bosque único, é com certeza um dos lugares mais lindos para se fazer trekking. A trilha para seu acesso é lindíssima, que, por suas características excepcionais, nos faz lembrar do filme O Senhor dos Anéis. Infelizmente, o glaciar se encontra em perigo de extinção.

Aproveite para tirar lindas fotografias panorâmicas e fazer registros desta belezura para retratar o momento vivido. Mesmo assim, a visita ao Huemul trata-se de uma experiência que só se pode entender o que é quando se está de frente a ele, sua maravilha é realmente de impressionar.

Lago del Desierto

Por sua história e beleza natural, o lago do Deserto é uma das excursões mais lindas de se fazer em El Chaltén. O caminho bordeia o Rio de las Vueltas, que vai ficando cada vez mais transparente à medida em que se vai aproximando dele.

Além de sua história, o lago possui uma grande variedade de atrativos turísticos para conhecer, onde prevalece sua natureza, que pode ser contemplada através de uma navegação em catamarã.

Chorrillo del Salto

A pouquíssimos minutos do centro de El Chaltén, se encontra o Chorrillo del Salto. Trata-se de uma linda uma cascata natural, ideal para aqueles que não querem caminhar grandes distancias nem percorrer grandes trilhas com muita dificuldade e conhecer um lindo lugar.

Durante o caminho de ida e volta, que não leva mais de uma hora, flores silvestres de ambos os lados acompanham os visitantes pela pequena trilha. As imagens da cascata e os visuais que se formam faz com que seja um dos mais visitados atrativos do local. Se percebe também, durante o trajeto, muitas árvores e plantas típicas dessa húmida região, as quais fornecem oxigênio puríssimo para toda a zona.

Uma deliciosa sensação de friozinho de cachoeira vai tomando conta do corpo de acordo com que vai se aproximando da queda d’água, o que se potencializa quando se chega frente pra mesma. Desde cima, o rio salta o abismo e deixa visível a imensidão caudal que cai formando uma bela lagoa de coloração verde-água.

Lago e Glaciar Viedma

A beleza e imensidão do lago Viedma já se abre diante dos olhos dos visitantes pouco antes de chegar em El Chaltén. Ao fundo, como um cartão postal, se vê o Glaciar Viedma, o segundo maior do Parque Nacional Los Glaciares, ele nasce no Campo de Gelo Patagônico Sul, e desemboca no lago que leva o mesmo nome com paredes de mais de 40 metros de altura.

O imenso lago de cor azul celeste foi descoberto em 1782 por Antonio de Viedma, daí seu nome. Tem uma superfície de 1088 km², com 80 km de comprimento 15 de largura. Pode-se realizar um trekking pelo glaciar Viedma, que, mesmo não sendo um dos mais conhecidos, tem uma beleza exuberante, brindando os visitantes com a possibilidade de fazer caminhadas e atividades de aventura no gelo, tudo com um entorno de característica mais agreste e menos populoso.

Talvez a melhor maneira de disfrutar e conhecer o glaciar é caminhando sobre ele. O que se vê de longe se maximiza impressionantemente quando você está de pé sobre essas gigantescas maravilhas da natureza. Suas cores variam entre o transparente, branco e azulado. Juntos são, sem dúvida, atrativos imperdíveis de sua visita a El Chaltén.

Laguna Capri

Essa linda caminhada te leva a um mirante sobre a lagoa de aguas azuis, rodeada por bosque nativo onde se chega em menos de duas horas. Desde a lagoa se pode ter uma vista única do Fitz Roy e suas agulhas periféricas, um lugar que te convida a ficar em um dos clássicos postais de El Chaltén. Não perca a oportunidade de passar pelo mirante do Fitz Roy, um mirante naturalmente rochoso bem sinalizado com placas que permitem uma interpretação do panorama montanhoso e o glaciar que se apresenta diante dos olhos das pessoas.

Uma vez inserido no bosque se pode apreciar todo tipo de espécies, entra as quais se sobressaem as lengas, além de animais como os pássaros carpinteiros, os famosos “pica-pau”. As claridades de vegetação permitem identificar diferentes montanhas e picos, alguns deles nevados, assim também como rios, afluentes e espelhos d’água. 

Suas águas azuis e cristalinas impressionam, assim como a presença de algumas singulares moles de pedras atrás da lagoa, é realmente um paraíso. A decoração que suas montanhas têm, entre elas o Fitz Roy, a fazem um dos circuitos mais fáceis e ideais para começar a caminhar pelas distintas trilhas de El Chaltén.

Laguna e Cerro Torre

Desde El Chaltén parte uma trilha linda, capaz de fazer sentir-nos em um dos lugares mais belos do mundo: o caminho até a Laguna Torre. É, sem dúvida, um dos trekkings mais escolhidos por aqueles que gostam de caminhar bastante. Em seu caminho é possível avistar uma maravilhosa lagoa que leva o mesmo nome do cerro, cuja beleza é impressionante.

Na metade do caminho se chega a um mirante natural com um incomparável visual panorâmico do Córdon Adela, o cerro Torre e as agulhas de granito que o acompanham. No caminho se cruza por um acampamento chamado De Agostini, onde é possível pernoitar.

Os cerros sempre são vistos desde oeste, por onde são iluminados diretamente pelo sol somente pela manhã. Consiga as melhores fotografias ao amanhecer, quando a cor do granito se satura durante alguns minutos, justamente quando a luz do sol os alcança pela primeira vez no dia. Não deixe de registrar esse momento mágico.

Caiaque

Ter a experiência de remar em meio aos lindos lagos e lagoas de cor turquesa cercado por bosque nativo e vistas dos cerros e dos glaciares de brilhar os olhos. Nos passeios, o guia dá uma aula sobre a técnica de remada, se descreve como irá ser realizado o percurso e realizar as medidas de segurança durante a atividade. Logo após já se veste o equipamento para remar, estando tudo pronto para ir pra água!

A vivência de percorrer os lagos e rios patagônicos certamente enriquecerá sua visita. Estas atividades estão dirigidas a amantes de atividades ao ar livre e do turismo de aventura. Não é requisito indispensável ter experiência com remo ou em alguma atividade relacionada, já que existem distintas alternativas que se adaptam tanto a caiaquistas iniciantes como os já mais experientes.

Escalada em Rocha e no Gelo

El Chaltén te brinda a possibilidade de realizar escaladas tanto em rochas como no gelo, que variam segundo conhecimentos prévios e a rota elegida. Para iniciantes, se vistam as vias mais próximas, sempre acompanhados de guias que fornecem equipagem como cordas, capacetes e protetores corporais.

A escalada em rocha é apta tanto para iniciantes como para escaladores expertos, pode ser também uma atividade para a família, com crianças maiores de 8 anos de idade. Não se trata de uma atividade estrita, e vai de acordo com as necessidades, nível e desejos do turista.

Quando ocorrida no gelo, há de saber que trata-se de uma atividade com mais desafios que a na rocha. Durante a atividade se vai aprender os conhecimentos básicos para transitar por um glaciar e algumas técnicas de escalda.

La Loma del Pliegue Tumbado

Trata-se de um espetacular mirante, desde onde se pode obter uma vista 360º divisando desde o topo do Lago Viedma, o vale do Cerro Torre e o Fitz Roy. Trata-se da única caminhada que não se adentra em um vale, ao contrário, ela se eleva sobre eles, sendo uma das vistas panorâmicas mais impressionantes de toda a região.

A trilha logo se adentra em um lindo bosque até alcançar uma altitude de cerca de 1000 metros sobre o nível do mar, onde a paisagem muda de maneira brutal: as árvores dão lugar a arbustos e vegetação rasteira, e entre as numerosas pedras que se apresentam ao redor do caminho, é possível encontrar restantes de fósseis marinhos com uma antiguidade de 100 milhões de anos.

A trilha mantém uma pendente sempre ascendente de aproximadamente 1100 metros no total, até alcançar o mirante localizado a cerca de 1500 metros sobre o nível do mar, impressionante.

onde comprar:

(nossa seleção de empresas de turismo especialistas nesse destino)

Descubra Turismo
Pisa Trekking
Terramundi
Venturas
Brasileiros em Ushuaia