uamtour@gmail.com

Rondônia: suas exoticidades e tradições

Centro de Pesquisa de Viagens e Turismo

A comida nortista do Brasil é rica em sua variadade de peixes e legumes, além de possuir uma grande tradição e herança indígena. O estado de Rondônia é caracterizado por sua grande mistura cultural, não só por conta de sua localização, mas também graças aos migrantes que vieram de praticamente todas as regiões do Brasil para povoar a área. Essa teia cultural é bastante refletida na gastronomia, desde a mistura mais temperada do Nordeste, as tradições do Norte até um pouco do Sul e Sudeste. Assim como seus vizinhos, em seus pratos mais tipicos, o peixe é muito utilizado, uma vez que o estado tem uma grande variedade de pescados e sem deixar de fora as ervas mais utilizadas como cheiro verde, chicória e cebolinha.

Caldeirada de Tucunaré

O tucunaré, peixe típico da bacia amazônica, é muito apreciado pelos nativos de Rondonia. Costuma fisgar o paladar na primeira garfada. Sua carne tem coloração alaranjada e alto teor de gordura, o que a deixa muito tenra, ideal para a caldeirada. A receita leva o peixe em postas, batata, ovo cozido, pimentão, tomate, alho, cebola, azeite de oliva, cheiro-verde e sal. Também pode ser feita com tambaqui.

Mojica de peixe

A palavra mojica é de origem indígena e significa o que vem do rio com mandioca. Feito em panela de barro e no forno à lenha, é um ensopado de peixe acompanhado de mandioca, tomate, cebola, pimentão, alho, farinha branca, azeite, limão, pimenta e sal.

Torta de carne de sol

Apesar da maioria dos pratos rondonienses serem a base de peixe, não podemos deixar a carne de sol de lado. Cozida, batida e desfiada, temperada com alho, cebola, sal e cebolinha, misturada com claras de ovos batidas em neve forma uma torta deliciosa de dar agua na boca. Também existe a versão feita com carne de peixe cozida. Acompanha arroz branco.

Damurida

É um prato típico indígena à base de peixe e carregado na pimenta. É praticamente um caldo de pimentas de vários tipos que, portanto, exige paladares iniciados na arte da iguaria condimentada. A carne de peixe, ou de boi, é cozida em panela de barro com verduras, molho de tucupi, sal, pimentas variadas (uma delas é a jiquitaia, um tipo de pimenta-malagueta seca e reduzida a pó), além de folhas de pimenta-malagueta. Servido com beiju (panqueca fina de tapioca) e farinha.

Tacacá

É uma iguaria que mostra muito bem a mistura de influência do estado. É preparado com um caldo amarelado, chamado tucupi, coloca-se esse caldo por cima da goma de tapioca, também servida com jambu (Erva amazônica que provoca uma dormência na boca) e camarão seco. Serve-se muito quente, temperado com pimenta e revela um gosto único e bem exótico, além de saboroso. Normalmente servido em cuias.

Torta de cupuaçu

Doces também são bem vindos ao leitor e algumas frutas típicas da região são bastante usadas em receitas de tortas e outros tipos de sobremesa. O cupuaçu é uma delas. A fruta é parente próxima do cacau, e por conta disso seu gosto muitas vezes se assemelha ao do chocolate. Além de tortas, o cupuaçu pode ser usado para fazer bombons e até mesmo receitas de sabor azedo.

Um comentário

  1. […] Antonio Pedro dos Santos 4 de maio de 2019 […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *